Untitled Document
Buscar Notícias
Noticías
Esporte
Conteúdo
Colunas

11/07/2019 às 13h48min - Atualizada em 11/07/2019 às 13h48min
PORTAL ALTOS - Altos(PI)
TAMANHO DA FONTE A- A+
Promotoria denuncia PMs acusados de estuprar jovem em Praia Grande

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) denunciou à Justiça Militar, nesta quarta-feira, 10, os dois policiais militares acusados de estuprar uma jovem de 19 anos, no 12 dia de junho, em Praia Grande, no litoral sul de São Paulo. Os dois soldados, Anderson Silva da Conceição e Danilo de Freitas Silva, foram denunciados pelos crimes de estupro e atentado violento ao pudor - um deles pela prática direta dos crimes, o outro, pela coautoria. O processo vai correr em segredo de justiça. Os PMs também podem ser expulsos da corporação.

Conforme a denúncia, na noite do crime, a jovem se dirigiu aos policiais que estavam em uma viatura para pedir informações sobre como tomar um ônibus para São Vicente, cidade onde mora com a família. Os soldados se ofereceram para levá-la ao terminal. Um deles, no entanto, sentou-se ao lado dela no banco traseiro e, com a viatura em movimento, a estuprou.

Após ser deixada ao lado do terminal, a jovem procurou a polícia. Os exames do Instituto Médico Legal (IML) apontaram lesões compatíveis com a violência sexual.

Os dois PMs negaram o crime, mas entraram em contradição ao terem afirmado que a jovem foi levada sozinha no banco traseiro. Imagens de uma câmera mostraram quando um dos soldados entrou com ela no banco de trás. Conforme o MP, o fato de a jovem ter procurado a polícia após o crime e o resultado dos exames dão veracidade a sua versão. Um celular que a jovem declarou ter perdido durante o ataque foi achado no interior da viatura.

Os policiais tiveram as prisões preventivas decretadas e estão presos desde o último dia 19 no Presídio Militar Romão Gomes, na capital. A advogada Flávia Artilheiro, que defende os policiais, disse que eles sustentam serem inocentes e que isso será provado durante o devido processo legal.

A Secretaria da Segurança Pública informou que, além das providências na esfera judicial, será instaurado processo administrativo para apurar "o possível cometimento de transgressões disciplinares graves e desonrosas, atentatórias à Instituição, ao Estado e aos Direitos Humanos fundamentais". Caso sejam considerados culpados, os policiais estarão sujeitos também à pena de expulsão da Polícia Militar.

Fonte: Estadão



Campartilhar essa Notícia:



  OUTRAS NOTÍCIAS
15/07/2019 - Família é encontrada morta em apartamento em Santo André
11/07/2019 - Promotoria denuncia PMs acusados de estuprar jovem em Praia Grande
10/07/2019 - Sobe para seis número de mortes em SP em meio a onda de frio
03/07/2019 - Sem cobrar anuidade, bancos digitais ganham espaço no país
01/07/2019 - Mulher ganha indenização de R$ 1 milhão de família que a explorava
26/06/2019 - Avião da FAB com cocaína entra em debate do STF sobre limites de foro especial
24/06/2019 - Brasil está entre os países mais desonestos do mundo, diz pesquisa
21/06/2019 - Justiça do Rio decreta prisão de filhos de deputada Flordelis
18/06/2019 - Ex-Limão com mel, cantor Batista Lima sofre acidente de carro
16/06/2019 - Amigo ao qual Neymar contou sobre encontro íntimo antes de acusação de estupro terá que depor, diz site

 Publicidade
 
ESPORTE CONTEÚDO NOTÍCIAS
 
 
   
   

Portal Altos © 2019 - Todos os direitos reservados